Princípios

O trabalho dos órgãos e dos sócios da AERNA rege-se pelos seguintes princípios:

Científicos

O propósito principal da AERNA é promover a troca e avanço do conhecimento científico por forma a facilitar o trabalho científico dos seus membros, assim como a tomada de decisão por parte da administração pública e grupos sociais interessados na relação entre ambiente e economia.

Independência

AERNA desenvolve a sua atividade sem qualquer ligação legal, política ou económica a outras organizações. No entanto, a Associação pode estabelecer relações de colaboração com terceiros para desenvolver atividades concretas previstas nos seus estatutos, desde que não comprometam o princípio da independência.

Abertura

AERNA presta especial atenção para que o debate científico ocorra sem exclusão de qualquer linha de pensamento, requerendo apenas a acreditação de um diploma universitário e o pagamento da quota anual para que alguém seja seu membro.

Direção honorífica

Os sócios da AERNA não receberão qualquer remuneração pelo tempo que dediquem à direção e desenvolvimento de atividades organizativas da própria Associação. Este princípio não impede que qualquer sócio possa receber da Associação uma remuneração por uma tarefa ou investigação concreta, desde que o processo de nomeação garanta igualdade de oportunidades a todos os sócios.

Incompatibilidade

AERNA não colaborará com quaisquer organizações ou indivíduos cuja atividade seja contrária aos seus fins.

Âmbito geográfico

AERNA tenciona desenvolver as suas atividades principalmente nos territórios de Espanha e Portugal, sem excluir outros territórios.